O Brasil possui hoje cerca de 259 mil milionários, de acordo com o Relatório de Riqueza Global divulgado em outubro de 2019 pelo Credit Suisse. Segundo a definição do estudo, são pessoas que possuem mais de um milhão de dólares em ativos financeiros. Eles já fizeram o mais difícil, mas agora precisam fazer algo tanto ou mais importante: administrar o patrimônio.

 

Acumular um patrimônio é difícil, mas perdê-lo é fácil demais. Por isso o wealth planning (ou planejamento patrimonial, no jargão do mercado financeiro) existe, para garantir a preservação e a perpetuação desse patrimônio ao longo do tempo.

 

Este é um dos serviços que assessorias de investimento do segmento private costumam prestar a seus clientes, que, basicamente, consiste na recomendação de produtos de investimentos e distribuição do patrimônio de acordo com o perfil e metas do cliente. O objetivo final é preservar e fazê-lo crescer ao longo do tempo.

 

Quando nós falamos sobre planejamento patrimonial, é importante sempre lembrar de três grandes assuntos: sucessão, questões fiscais e tributárias, e proteção patrimonial. Esses são pontos que podem influenciar muito na continuidade do patrimônio do cliente private e é função do assessor entender tudo isso.

Menu